Posted by: Coelho Sinistro | 24/01/2012

E AGORA REDE RECORD?

Record vs GloboDesde o episódio envolvendo o jornal O Estado de São Paulo x José Sarney, quando o jornal recebeu um sonoro cala-boca, que a imprensa escrita, falada e televisiva vem caindo no descrédito das pessoas e ficou claro também que esses órgãos, de vital importância para a população, pouco estão fazendo para se livrarem da mordaça que paulatinamente lhes vem sendo imposta.
A submissão da imprensa perante o Poder Constituído é péssimo sinal, mas dobrar-se também diante do poder econômico é pior ainda.
E é exatamente isso que estamos vendo acontecer agora. Analisem esses dois fatos, que foram e continuam sendo manchetes:

Primeiro: Uma professora de Taubaté queria chamar a atenção, ter seu momento de fama, de popularidade. E conseguiu. Apareceu com uma enorme barriga e disse que estava grávida de quadrigêmeos. Todos os órgãos de imprensa noticiaram, mas a Record percebeu que havia algo de errado. Foi a fundo, investigou e desmascarou a professora. A gravidez era uma farsa.

A mulher errou? Claro que sim. Agora, se ela cometeu algum crime e que tipo de punição merece, isso é com a Justiça. O que queremos deixar claro aqui é que a imprensa cumpriu o seu papel. A INFORMAÇÃO, a VERDADE, foi trazida a público. E é isso que importa.

Segundo: A Rede Globo, pra chamar a atenção do povo, aumentar ainda mais a sua popularidade e ganhar alguns pontos no Ibope, anunciou um suposto estupro ocorrido na casa dos concorrentes do Reality Show BBB. E conseguiu. Todos os órgãos de imprensa noticiaram, mas nenhum investigou.

Assim como a barriga da grávida não convenceu ninguém, essa estória do estupro diante das câmeras também não. Está evidente que é uma “armação”.

Se a farsa montada pela grávida poderá, como disse o delegado, ser enquadrada como falsidade ideológica, a farsa montada pela Globo já é, no mínimo, um incentivo à violência sexual.

Sabemos que outras emissoras não irão investigar nada porque seus Departamentos de Jornalismo são limitados. Mas acreditamos que a Record, assim como fez no caso da falsa grávida, investigue e desmascare também a Globo e traga a público a INFORMAÇÃO, a VERDADE, porque é isso o que importa.
O que não pode é prevalecer o velho, nocivo e sempre presente refrão, “mesmo peso e duas medidas”. E é por isso que reiteramos a pergunta:

E AGORA REDE RECORD?


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: